CONNEPI

POR MAIS FINANCIAMENTO PARA NOSSAS PESQUISAS!!

Postado em Atualizado em

Nós do DCE JML, lutaremos cada vez mais ao lado dos centros acadêmicos, grêmios, e dos demais estudantes para que tenhamos financiamento suficiente para as viagens e eventos acadêmicos, com a garantia de uma política efetiva de financiamento (provinda da assistência estudantil) que contemple todos os estudantes que tiverem trabalhos aprovados em eventos.
Nós do DCE JML, lutaremos cada vez mais ao lado dos centros acadêmicos, grêmios, e dos demais estudantes para que tenhamos financiamento suficiente para as viagens e eventos acadêmicos, com a garantia de uma política efetiva de financiamento (provinda da assistência estudantil) que contemple todos os estudantes que tiverem trabalhos aprovados em eventos.

 

No dia 19 de novembro de 2013, a diretoria do DCE JML participou de reunião com representantes da Pró-Reitoria de Ensino (PROEN) e da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PRPI).
A pauta foi a ida dos Estudantes ao VIII CONNEPI, que ocorrerá entre os dias 27 e 29 de novembro de 2013, na Bahia.

Participaram da reunião representando os estudantes:
Camila Cruz, Ana Catarina e Rômulo Martins.

Representado a PROEN:
Pró-reitor Reuber e Lucivânia, da diretoria acadêmica.

Representando a PRPI:
Glendo e Joélia (responsáveis pelas informações no IFCE do CONNEPI).

Segundo a PRPI, foram cerca de 600 trabalhos submetidos e aprovados, com cerca de 480 autores.
Ainda segundo a PRPI, a organização do evento disponibilizou 265 vagas garantindo alojamento e alimentação – almoço e jantar – , para os estudantes do IFCE. O IFCE dividiu essas vagas proporcionalmente ao número de trabalhos aprovados por campi, e nos casos em que só houve 3 ou 4 trabalhos no campus, todos foram contemplados.
Os estudantes também contarão com uma ajuda de custo de R$360,00 da reitora para se manterem na viagem.

Como nesse ano o número de trabalhos aumentou significativamente, a reitoria sugeriu os critérios abaixo (podendo ou não serem acatados pelos campi):

– Aluno Bolsista – CAPES, CNPQ – (que obrigatoriamente tem que apresentar trabalho em eventos científicos);
– Alunos que estão envolvidos em alguma pesquisa vinculada ao campus;
– Alunos que tem uma orientação acadêmica de professores.

Além dessas 265 vagas disponibilizadas pelo evento, alguns campi, segundo o seu orçamento próprio, vindo da assistência estudantil, resolveram contemplar mais estudantes, garantindo ônibus, alojamento e ajuda de custo.

Algumas dessas informações seguem em anexo.

A Instituição teve muitos trabalhos aprovados, e nós do DCE JML ficamos muito felizes e parabenizamos os e as estudantes, e seus orientadores(as) pelo esforço e dedicação.

Entretanto, não podemos deixar de fazer a crítica e observar que enquanto o reitor viaja a América Latina e o assessor de Relações Internacionais do IFCE viaja para o Canadá, a Instituição não tem planejamento – nem política – para o financiamento de seus estudantes para eventos de pesquisa, para garantir assim, a ida de todos que se esforçaram para produzir conhecimento. O que apenas nos mostra – e reforça – o caráter meritocrático de nosso ensino.

Nós do DCE JML, lutaremos cada vez mais ao lado dos centros acadêmicos, grêmios, e dos demais estudantes para que tenhamos financiamento suficiente para as viagens e eventos acadêmicos, com a garantia de uma política efetiva de financiamento (provinda da assistência estudantil) que contemple todos os estudantes que tiverem trabalhos aprovados em eventos.

Por 10% do PIB para a Educação Pública Já!